terça-feira, 7 de maio de 2013

Campanha de vacinação contra a gripe na reta final em Cachoeiro



Publicada em 07 de maio de 2013
A dose do imunizante está disponível em mais de 30 locais A dose do imunizante está disponível em mais de 30 locais


Quem faz parte do grupo prioritário e ainda não foi vacinado contra a gripe deve ficar atento. A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, iniciada no dia 15 de abril, termina na sexta-feira (10).
Precisam ser imunizadas crianças de seis meses a menos de dois anos, trabalhadores da área da saúde, gestantes, mães até 45 dias após o parto, indígenas, idosos, detentos, pacientes portadores de doenças crônicas como neuropatias, doenças cardíacas, pulmonares, renais, portadores de HIV/Aids, diabetes crônica.
A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) de Cachoeiro de Itapemirim disponibiliza a vacina em mais de 30 unidades na sede, no interior e também no Centro Municipal de Saúde Bolívar de Abreu, no bairro Guandu, que até a próxima sexta (10) funciona por mais duas horas – das 7h às 18h – para atender as pessoas que não podem ir às salas de vacinação durante o dia. As demais ficam abertas das 7h às 16h.
Nas unidades onde não há sala de vacina – bairros Agostinho Simonato, Coramara, Gilson Caroni, Otton Marins, Vila Rica, Paraíso, Nossa Senhora da Penha, unidades do Programa de Agentes Comunitários de Saúde (Pacs) nos bairros Parque Laranjeiras e Recanto – o funcionamento para aplicação do imunizante é de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, durante o período de vacinação.
Até o momento, a média de vacinação é de 74,21% do total previsto para Cachoeiro, que são 31.550 pessoas. “Estamos bem perto de atingir a meta preconizada pelo Ministério da Saúde, que é 80% desse público. Entretanto, para alguns grupos, como gestantes, mães até 45 dias pós-parto e crianças de seis meses a dois anos de idade, a imunização não atingiu o ideal, e está entre 55% e 65% de cobertura vacinal”, comenta a coordenadora em Programas de Saúde de Cachoeiro Horminda Gonçalves.
“Essa vacina evita o desenvolvimento da gripe, que é uma das causas mais comuns de consultas e, em alguns casos, de internações, complicações e até morte. Ao receberem a dose da vacina, as gestantes e as mães que estão amamentando automaticamente têm seus bebês imunizados”, explica o secretário municipal de Saúde, Abel Sant'Anna Júnior.
Para atingir o maior número possível de pessoas, a Semus realiza trabalho proativo. Equipes vão aos lugares onde há público para a vacinação, como hospitais, asilos e unidades prisionais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário